Passe por cima da magnífica Barranca del Cobre de trem no México

O nome Barranca del Cobre foi dado pelos espanhóis, que confundiram o reluzente líquen esverdeado da região com o cobre. Como localização física, refere-se à incrível Barranca de Urique, ponto mais profundo do desfiladeiro, com um desnível de 1.879 m (o fundo fica a apenas 500 m de altitude).

Esse não é o único detalhe interessante. A Barranca de Urique tem um clima subtropical, picos de 2.300 m de altitude e um ecossistema de coníferas e árvores perenifólias.

A região também é a terra dos rarámuris, um dos maiores grupos indígenas do México. Imagine uma faca grande — uma faca usada pelos deuses.

Agora imagine que os deuses têm carros, e um deles decide raspar sua faca num carro do tamanho da Carolina do Norte.

Finalmente, imagine o proprietário — algum outro deus — chegando em casa e descobrindo o estrago: em escala, esse carro arranhado seria algo equiparável aos incríveis precipícios da Barranca del Cobre.

Ok, esqueça as metáforas, talvez você realmente precise ver de perto. Felizmente, é possível viajar por uma das áreas mais profundas com o Ferrocarril Chihuahua al Pacífico — a lendária Ferrovia da Barranca del Cobre.

Ela inclui 36 pontes e 87 túneis e atravessa 655 km entre Los Mochis, na costa, e Chihuahua, a nordeste.

Foi inaugurada em 1961, após décadas em construção, e é a principal ligação de Chihuahua com o litoral, muito usada por passageiros e cargas.

Dois trens de passageiro trilham o caminho: o da classe econômica e o da “primeira expressa”, que faz menos paradas e tem restaurante, bar e assentos reclináveis.

Além disso, há um vagão operado por particulares, com um deque ao ar livre. Seja como for, as lindas paisagens — as vistas panorâmicas, os paredões dos cânions, os lagos cintilantes, os campos floridos, as cascatas e os planaltos desérticos (geralmente livres do desenvolvimento humano) —farão de qualquer passeio uma lembrança de valor incalculável.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of